Sejam Muito Bem Vindos ao RPG Saga Crepusculo

Vampiros, lobos, híbridos... Durante séculos foram presentes conflitos entre estas raças, porém à certo ponto, começaram a se unir, em busca de seus objetivos, ou até mesmo para derrotar aqueles cujo mal é grotesco. Bem ou mal? Cullen ou Volturi? Lobos ou vampiros? Escolha de que lado irá ficar e junte-se á nós.

Registre-se !!!

Quarto de Alistair

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Quarto de Alistair

Mensagem por Lunna Peverell Cullen em Seg 24 Dez 2012, 01:53


QUARTO DE ALISTAIR




Embora toda a casa seja decorada em estilo provençal, no quarto de Alistair encontramos uma decoração mais moderna e despojada. Assim como nos outros quartos, aqui é possível contar com um banheiro espacoço e arejado.
A suíte dá vista para o jardim de trás da casa, e isso possibilita a apresentação de uma varanda branca onde há um pequeno telescópio, a noite, devido à localização da casa, é possível ver o céu muito estrelado... Por perto há alguns pinheiros, que perfumam o quarto pela manhã e pelo fim da tarde.



Lunna Primrose Peverell Cullen
You know I'll fight my corner
Híbrida | Família Peverell Cullen | 131 years old | Gemela do Alis | Maligna da Ness | Every rose has its thorn | Staff | Blond bitch | Uber mommy ♥
A man may drink and not be drunk. A man may fight and not be slain. A man may court a pretty girl. And perhaps be welcomed back again, but since it has so ought to be by a time to rise and a time to fall... Come fill to me the parting glass
©TPO


Lunna Peverell Cullen
Administrador
Administrador

Localização : Peverell Mansion
Idade : 23

Perfil Twilight
Raça:: Hibridos
Habilidade Adcional: Telepatia/Escudo Mental/Controle Mental
Idade: 17

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Alistair

Mensagem por Alistair Peverell Cullen em Seg 14 Jan 2013, 16:29


DESTROYA DESTROYA
You don't believe in God I don't believe in luck They don't believe in us But I believe we're the enemy Destroya Against the sun we're the enemy!

Aquele dia era... Diferente.. Alistair Peverell Cullen acabará de sair digamos que de.. “um momento de transtorno”.. O que seria melhor para esvaziar a cabeça, liberar a mente.. esquecer de tudo? Acham muitos que cair na “farra” pode-se dizer, porem Alis era diferente.. Sua moradia, ou seja... Seu lugar de segurança, a Mansão Peverell Cullen. O dia encontrava-se calmo.. era possível ver e distinguir as formas, os desenhos e a mensagem que supostamente as nuvens transmitiam. Passos calmos, lentos, porém com um destino certo.. Alis.. como era conhecido.. Caminhava pela cidade de Forks, seus pensamentos ainda preso aquela imagem, a imagem que a garota que se identificava por Santana deixou gravado em seu ser, era impossível esquecer aquela expressão.. aquele rosto.. aquele ser caído ao chão. De repente um sorriso se abre no rosto do jovem, sim.. ali estava, logo à sua frente, a fachada de sua Mansão.. ou melhor.. a fachada da Mansão de todos os irmãos, Alis se cala apenas olhando aquela imensa.. aquela luxuosa e única Mansão, tudo em sua mente se cala, aquela imagem some... Alistair apenas teria vontade de seguir para dentro de sua casa.. é.. e assim fez o jovem, adentrou a Mansão guiando-se por dentre os cômodos, seguindo por entre os moveis ate que chegou assim a escada que dava acesso ao segundo andar.. acesso ao quarto do jovem hibrido.

A casa estava aberta porem.. não havia ninguém ali.. exceto o garoto.. mas achando sim, que poderia haver alguém.. Apenas para garantir afinal.. “Alguém?..” Tais palavras saem de sua boca em um tom baixo porem alto o bastante para que se pudesse escutar.. afinal.. só havia vampiros naquela casa. Alis sobe as escadas, calmamente.. devagar..pois era sim que seu ser já se sentia.. calmo.. e também por estar ali sozinho, qual o motivo de ter presa, mas dane-se, Alis começa já a correr pelas escadas correndo pelos corredores da casa, passando por quartos e por salas, mas assim sem deixar de correr para logo à frente a porta de seu quarto, devagar leva a mão a maçaneta abrindo-a bem devagar. Aposta estando já aberta, Alistair corre e se joga na cama olhando o teto sentindo a brisa leve passar pela janela de seu quarto batendo em seu corpo fazendo-o perder-se em pensamentos, os rostos de suas irmãs vieram a tona em sua mente, estaria Alis feliz por ter pessoas tão especiais ou seria sé a lembrança do jeitinho doido, maluco de ser das jovens?... Não.. Seria provavelmente apenas o fato de Alis a amar. Enfim.. Não importa.. O garoto apenas sentia-se bem.. mesmo estando sozinho sentia-se acompanhado... Por quem?.. Apenas o jovem saberia explicar.


Tagged: Renesmee Wearing: This! Credits: The Killjoy Never Die! @ CG&TPO


Crucified
I'm crucified...Crucified like my savior...  Saintlike behavior... A lifetime I prayed... I'm crucified... For the holy dimension... 


Alistair Peverell Cullen
Híbrido
Híbrido

Localização : G.G
Idade : 24

Perfil Twilight
Raça:: Hibridos
Habilidade Adcional:
Idade: 18

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Alistair

Mensagem por Renesmee Peverell Cullen em Seg 14 Jan 2013, 17:29


Existem pessoas e pessoas. Existem aquelas que tem o prazer de te fazer triste, e aquelas que chegam com a missão de tirar de ti o melhor sorriso possível.
Home, sweet home.

Após certificar-se de que Lunna estaria segura junto à Santana, Renesmee saiu da casa da irmã mais velha com a cabeça desnorteada. Passou por sua casa, rapidamente, apenas o tempo suficiente de tomar um banho e por as ideias no lugar. E em sua mente, apenas uma pessoa fazia morada no momento : Alistair. Seu irmão mais velho que tivera um momento conturbado, momento este já conhecido pela mais nova dos Peverell Cullen. Pensando desesperadamente no irmão, Renesmee partiu de sua casa com seu skate e seu mp4 ligado aos fones de ouvido, enquanto este tocava "Tittanium". Ela nem sabia por que resolveu andar de skate naquele início de dia, mas deu vontade então assim ela fez. Vestiu-se de uma calça jeans preta, blusa de manga comprida, porém dobrada de forma 3/4, um tênis verde e uma touca no cabelo, deixando-os solto ao vento. Havia muito que ela não usava esse transporte, e voltar a sentir o vento contra seu corpo enquanto movia-se equilibrada sobre o skate arrancou um aberto sorriso da pequena híbrida, que tocava o chão com o pé direito dando impulso, enquanto o esquerdo dava a direção. Ela não sabia onde encontrar o irmão, mas o primeiro lugar que iria procurar era na mansão dos Peverell. Parou na porta do condomínio e tirou os fones de ouvido, quando viu o portão principal do condomínio fechado para ela.
- Senhorita Peverell, há quanto não lhe vejo por aqui.
O alto e já velho senhor Thomas cumprimentou a pequena híbrida, que pisou com o pé esquerdo no cantinho do skate, fazendo este parar em sua mão e pegando-o em reflexo, fitando o senhor cercado de vidro da guarita abrir-lhe o portão para entrar no condomínio, com um sorriso no rosto.
- Bom vê-lo também, Thomas! Aliás, viu meu irmão por aí?
Ela tinha a voz calma e passava pelo portal da guarita, parando à frente da janela do senhor Thomas, que coçou a cabeça na altura da nuca e fez uma expressão de pensativo.
- Se ele passou por aqui, eu não o vi, sinto muito senhorita Peverell.
Ness deu de ombros e sorriu, jogando o skate novamente ao chão e subindo sobre o mesmo, dando impulso e partindo para a mansão, ainda olhou por sobre o ombro e acenou com a cabeça para o senhor Thomas.
- Obrigada, de qualquer forma mister Thomas!
Gritou, dando mais impulso e passando pela calçada do condomínio, ainda podendo olhar de soslaio o senhorzinho lhe acenar e dizer um alto "tome cuidado". Renesmee sorriu, pois sabia bem que o senhor Thomas tinha medo de skate e esportes radicais qualquer. Em instantes, ali estava a fachada da casa dos Peverell. Renesmee sentiu seu coração disparar, pois sentia falta daquele lugar como era antes, cheio de pessoas e sempre movimentado, mas agora parecia sombrio e sem vida. Apenas parecia, pois vida ali existia. Lunna e ela tinham comandado uma curta reforma na mansão, enquanto os outros estavam viajando, e a residência realmente ficara esplendorosamente linda. O alto portão dos Peverell fora aberto quando Renesmee colocou a órbita do olho direito para biometria. Com o skate sobre o braço, a híbrida passou pelo jardim e lembrou-se do casamento da irmã Lunna e da pequena aparição da mãe. Lembrou-se também que aquele foi o último evento em que esteve acompanhada. Mais uma vez um sorriso travesso tomou os lábios da híbrida, que já estava dentro da casa. Abriu a porta da sala devagar e fechou-a atrás de si, vendo aquele espaço vazio, mas sentia o cheiro de alguém por ali, o cheiro da pessoa que ela estava a procurar. Subiu os degraus da escada de dois em dois e então deparou-se com a porta de madeira do quarto de Alis. Ness sorriu, pois sentia o cheiro mais forte ainda do irmão ali. Levou a mão desocupada à maçaneta e girou-a, colocando a cabeça para dentro do quarto, vendo o irmão estirado na cama.
- Com licença, senhor. Posso entrar?
Ela pigarreou antes de dizer isso, e sua voz tinha um leve tom de ironia ao dizer "senhor". Ela sentia-se bem, de início, só de estar ali no mesmo lugar que seu irmão e vê-lo, aparentemente, bem.

clothes: this (clica!) ~ notes: mano :3 ~ lyrics: broken angel - boyce avenue ~ thanks, baby doll at etvdf!



Renesmee Arya Peverell Cullen
badass • evil • hibrid • have fun in hell ♥


Renesmee Peverell Cullen
Administrador
Administrador

Localização : Procuraê.
Idade : 22

Perfil Twilight
Raça:: Hibridos
Habilidade Adcional:
Idade: 122

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Alistair

Mensagem por Alistair Peverell Cullen em Qua 16 Jan 2013, 20:40


I AM THE ONE STAR THAT KEEPS BURNING
You don't believe in God I don't believe in luck They don't believe in us But I believe we're the enemy Destroya Against the sun we're the enemy!

Alistair sentia-se perdido em seus pensamentos. Sua mente não se traquilizava o suficiente para que ele pudesse dizer que estava calmo, a mãos suavam, mesmo ele não sabendo se aquilo era de fato possível, não para sua condição.
Deitado em sua cama, jazendo na tranquilidade de seu lar, mais uma vez ele viu o rosto de Santana a invadir-lhe a mente. Como estaria ela agora? Como suas irmãs estariam se saindo com o monstro que, literalmente, criara? Soltando uma lufada violenta de ar, Alistair levantou-se e foi até o pequeno som em seu quarto, ao lado, um CD de música clássica que Lunna lhe dera havia muito tempo... Ela sabia que ele não ouvia esse tipo de música, mas na ocasião dissera apenas “Talvez um dia você queira pensar, coisa que não faz com muita freqüência, esse tipo de música pode lhe dar impulso e até mesmo traduzir o que você sente, mesmo sem as letras infantis ou incompreensíveis que você costuma ouvir.” Ele sorriu ao lembrar-se do rosto grave e sério de sua irmã gêmea. Tirando o CD de dentro da caixa, colocou-o no som e voltou à cama, quando a melodia começou a preencher o vazio do quarto. Era algum tipo de melodia tocada com violoncelo, Alistair sabia que já ouvira antes... Talvez em algum filme de época que ela o obrigava a assistir, como se ele mesmo não tivesse visto aqueles cenários quando mais jovem.
Fechava os olhos, sentindo a melodia tomar conta de seu ser, no fim, não era tão ruim aquela música, ou grande música. Seus sentidos estavam, por fim, tranqüilizando-se, algo nele havia mudado drasticamente. Tinha medo de que a melancolia o tomasse de vez, que não o libertasse e o deixasse fraco, alquebrado e sem norte. Tinha medo de ter medo. Seu corpo parecia não ter forças, e suas terminações nervosas estavam como se entorpecidas, o choque do que fizera vinha com força agora.
Com prazer, ele atentou para o cheiro que invadia a casa. Algo floral, mas que lembrava pimenta e madeira. Renesmee.
Alistair sorriu. Como algo tão simples podia dar-lhe tanta satisfação? Ela era doce, e era como o pilar que sustentasse toda a loucura Peverell Cullen, sem que oscilasse, aumentasse ou mesmo saísse do lugar. Não tardou para que a híbrida colocasse a cabeça para dentro de seu quarto “Com licença, senhor. Posso entrar?” disse ela, como se cantasse, um sorriso que ele se lembrava desde sempre a brincar-lhe no rosto belo e pálido, como ela podia fazê-lo nesse momento? Sorrir. Um gesto tão corriqueiro, mas que naquele momento, lhe parecia díspar. Era estranho vê-la chamá-lo de senhor, na verdade, era estranho que qualquer um o chamasse assim... Alistair franziu o cenho e balançou a cabeça em negativa. “Claro, senhorita. Sinta-se a vontade.” respondeu sentando-se na cama bagunçada. “Só não repare na arrumação dos aposentos, e por favor, não conte a ninguém que os viu assim.
Por um instante, o garoto fitou a irmã e sentiu-se culpado, não imaginava como ela poderia se sentir com o que ele fizera, com o crime que cometera. Levantando-se da cama e indo até ela, ele a tocou no rosto, com suavidade. “Como você está? Espero não ter causado um problema que não pode lidar... Eu sei que o que fiz foi errado. Perdão.” disse desviando os olhos dos de Renesmee, era obrigação dele proteger a irmã mais nova, não o contrário, como aparentemente acontecia.
Pensar em magoar a pequena Ness, fez seus ombros caírem e um olhar triste surgir nos olhos de Alistair como uma sombra que toma conta do dia. Os olhos verdes, não mais tinham o brilho que tinham antes, eram apenas os olhos de um homem que afinal, tinha visto demais da vida. 131 anos dela.


Tagged: Renesmee Wearing: This! Credits: The Killjoy Never Die! @ CG&TPO


Crucified
I'm crucified...Crucified like my savior...  Saintlike behavior... A lifetime I prayed... I'm crucified... For the holy dimension... 


Alistair Peverell Cullen
Híbrido
Híbrido

Localização : G.G
Idade : 24

Perfil Twilight
Raça:: Hibridos
Habilidade Adcional:
Idade: 18

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Alistair

Mensagem por Renesmee Peverell Cullen em Qui 17 Jan 2013, 21:45


Existem pessoas e pessoas. Existem aquelas que tem o prazer de te fazer triste, e aquelas que chegam com a missão de tirar de ti o melhor sorriso possível.
Home, sweet home.

Renesmee sentia que seu coração poderia sair do peito se continuasse batendo dessa forma, porém ela não conseguia controlar ao ver seu irmão e seu jeitinho único e especial. Como um alguém como ele, tão bom e gentil, poderia ter caído na tentação que antes ela caíra? Ness não sabia essa resposta, mas estava ali para animar o irmão. A pequena híbrida entrou no quarto e fechou a porta atrás de si, jogando o skate por baixo da cama e ficando de frente à cama do irmão. Cruzou os braços e franziu o cenho, ironicamente fitando o quarto, parando o olhar novamente no irmão.
- Mas como não reparar nessa bagunça, Alis? Me fala, COMO? -
Renesmee mordeu o próprio lábio, tentando conter o riso. Não conseguia ficar séria nem quando estava brincando de ser séria. Não era de seu feitio nesses casos, e ela só mantinha a seriedade quando fosse estritamente necessário, como exemplo o acontecido na noite anterior. Descruzou os braços e desmanchou a expressão, liberando um sorriso tímido, vendo o híbrido se aproximar e tocar sua face com delicadeza. Ness fechou os olhos ao sentir a mão quente do irmão lhe tocando. Era como se um choque percorresse seu corpo e fizesse ela estremecer, tão agradável era a sensação. Sentia como se uma parte de seu peito estivesse sendo preenchida apenas por sentir teu toque e seu cheiro, além de ouvir sua voz que soavam como música. Música era o que estava tocando no quarto de Alis, uma música clássica conhecida por Ness, que sentia uma parte de Lunna no meio disso. A pequena híbrida manteve o sorriso nos lábios, abrindo os olhos lentamente e segurou a mão do irmão que estava em seu rosto, tirando-a dali e colocando-a nos lábios, depositando ali um beijo e mantendo a mão próxima ao seu rosto.
- Eu estou bem, não se preocupe comigo, okay? E não deve se desculpar por isso, e nem se martirizar. Garota errada, na hora errada e etc.. você sabe como é.
O sorriso desvaiu-se do rosto da pequena híbrida ao ver a tristeza no olhar do irmão, que desviou-se rapidamente do dela. Renesmee não suportou vê-lo assim e lançou os braços em volta do irmão, abraçando-o forte. Ele era alto, muito mais do que ela, mas ainda assim parecia um menino precisando de proteção. Quanto tempo não havia passado desde o nascimento deles, e ainda assim havia tanto o que aprender uns com os outros. Ela ficou na ponta dos pés, afundando o rosto no pescoço do irmão, depositando um beijo estalado ali e respirando fundo.
- Ah, mano... Se as coisas fossem fáceis o mundo não teria graça.
Ness afastou-se dele, mas ainda segurava suas mãos e sorria. Os olhos verdes do irmão, tão vivos e tão profundos, parecia que poderia entrar na mente da híbrida e saber dela todos os segredos. Mas não havia segredos entre eles, não mais. Ness bagunçou o cabelo de Alis e franziu o cenho. Olhando para o aparelho de som que tocava a música clássica e fez uma careta.
- Que diabos de música é essa que está ouvindo? Está com a intenção de pensar? Tapado! - Ness foi até o aparelho de som, tirou o cd de música clássica e pegou seu ipod, conectando-o e ligando a música "Blow me one last kiss - Pink". Logo no início da música, na batida da mesma, Ness girou nos calcanhares e fitou Alis, tirando a touca que usava, jogando-a de lado e fazendo os cabelos voarem. Caminhou até o irmão e parou de frente a ele, com uma expressão sugestiva. Estendeu a mão para ele e piscou.
- Dança comigo, mano?


clothes: this (clica!) ~ notes: mano :3 ~ lyrics: blow me (one last kiss) - PINK ~ thanks, baby doll at etvdf!



Renesmee Arya Peverell Cullen
badass • evil • hibrid • have fun in hell ♥


Renesmee Peverell Cullen
Administrador
Administrador

Localização : Procuraê.
Idade : 22

Perfil Twilight
Raça:: Hibridos
Habilidade Adcional:
Idade: 122

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Alistair

Mensagem por Renesmee Peverell Cullen em Qui 07 Fev 2013, 12:15

TURNO ENTRE ALISTAIR E RENESMEE.
STATUS: ENCERRADO.



Renesmee Arya Peverell Cullen
badass • evil • hibrid • have fun in hell ♥


Renesmee Peverell Cullen
Administrador
Administrador

Localização : Procuraê.
Idade : 22

Perfil Twilight
Raça:: Hibridos
Habilidade Adcional:
Idade: 122

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto de Alistair

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum